Bêzinha

Hoje eu estava pensando: Nossa vida é como uma casa, com os seus vários cômodos. Por que?! Eu vou explicar.

O cartão de visitas de uma casa é o jardim, assim como em nossas vidas é nossa aparência. O jardim de uma casa dá o primeiro impacto em um visitante assim como nosso sorriso ou nossa maneira de nos apresentarmos às pessoas.

Porém assim como um belo jardim pode esconder uma casa bagunçada, triste ou acabada por dentro, uma boa aparência pode esconder uma pessoa ruim, amargurada ou mesmo uma pessoa desleixada com sua vida.

O cômodo mais importante de uma casa (em minha opnião) é a sala pois é lá onde recebemos as pessoas que convidamos ou que aparecem em nossas vidas. Na sala é onde vamos conhecer um pouco a pessoa e descobrir o que temos em comum e o que nao temos.

Dependendo de como for a visita pela sala, podemos querer que a pessoa volte mais vezes ou podemos nao querer ver a pessoa nunca mais. Quando a pessoa nos faz sentir muito bem em nossa sala, aos poucos ela vai ganhando confiança para conhecer os outros comodos da casa, e nesse momento mostramos para ela nossa cozinha (quando fazemos algo gostoso pra agradar a pessoa durante a estadia dela em nossa casa). Quanto mais ela vai ganhando nossa confiança e nos conquistando mais ela vai tendo liberdade e aos poucos até mesmo mostramos a ela nosso porão (onde guardamos coisas de nosso passado que nao queremos mais mas que nao conseguimos nos livrar). Mostramos nosso quarto (onde guardamos nossos desejos e nossas coisas que normalmente sao mais privadas).

Com o tempo essa pessoa vai conhecendo cada enfeite da casa, cada decoração. As visitas vão ficando constantes e após um tempo vamos vendo que começamos a fazer mudanças em nossa casa que agradem ou que melhorem um pouco mais as visitas dessas pessoas que nos fazem tão bem.

O mais interessante dessa comparação é que na maioria das vezes esse ato é recíproco pois esses visitantes também vão nos mostrando suas casas. Também percebemos que com o tempo quando a pessoa nao nos visita, passamos a sentir falta como se aquela pessoa morasse em nossa casa.

Algumas dessas pessoas continuam como visitantes frequentes e normalmente os chamamos de amigos. Esses visitantes quando estão com uma grande bagunça em algum comodo de sua casa as vezes nos chama pra que o ajudemos a organizar com nossos conselhos e também nos ajudam a organizar nosso lar.

Porém sempre há aquele visitante tão especial cuja presença em nossa casa nos faz sentir tão bem que o convidamos para morar em conosco. Esse, em especial, normalmente deixa de ser chamado de amigo, pra ser chamado de amor e vai ficando, colocando suas coisas e causando uma grande mudança nos detalhes de nossa casa, muitas vezes pra melhor. Algumas vezes ele nao se sai tao bem ao viver em nossa casa e infelizmente acabam tendo que sair. Nesse momento vemos que aquela pessoa deixou tantas marcas de sua estadia em nossa casa que somos obrigados e reorganizar todos os detalhes da casa pra poder voltar a nos sentir bem, nem sempre é fácil mas é sempre possivel.

Então amigos, que todos cuidemos de nossas vidas com todo o carinho e dedicação pois nosso corpo e nossa mente são a casa de nosso espírito e quanto melhor organizada ela estiver, mais agradável será a estadia dele aqui na terra. C.M

| edit post
Reações: 
0 Responses

Postar um comentário